Junceira

  • Missa

    - Domingo, 10:00h | Igreja Matriz

  • Sobre

    «…por sentir ser serviço de Deus e bem das almas dos moradores dos lugares da Junceira, Carril, Vales, Pai Mouro, Outeiro, Poço Redondo, Fonte de D. João, Cabeça Aguda, Paixinha, Choca-Palhas, termo da Vila de Tomar, crio ora novamente em Freguesia e Igreja Paroquial a Ermida da invocação do Apóstolo S. Mateus, do dito lugar da Junceira.

    Desmembro e totalmente hei separados moradores dos ditos lugares da Igreja de Nossa Senhora da Serra.

    O Capelão será obrigado a residir na dita Freguesia e dizer Missa todos os domingos e festas do ano.

    E mando aos moradores dos lugares acima declarados que assino por limites e freguesia da dita Igreja que, sob pena de excomunhão, hajam e reconheçam ao Capelão da dita Igreja de S. Mateus por cura de suas almas e obedeçam em todas as coisas que couberem debaixo da sua jurisdição.»

     

    Acrescenta-se que o dito Capelão teria de ordenado por cada ano «dez mil réis em dinheiro, dois moios de trigo e um de cevada e uma pipa de vinho ou dois mil réis por ela…».

     

    É este o registo de nascimento da paróquia de S. Mateus da Junceira, constante da Provisão de D. Catarina, Rainha Regente, de 9 de Fevereiro de 1560. Esta paróquia conta, portanto, 440 anos de existência.

     

    São 4 os lugares de culto, a saber: igreja paroquial e as capelas de S. Simão, na Fonte de D. João; Espírito Santo, no Poço Redondo; e Espírito Santo e Nossa Senhora da Anunciação, em Carril-Vales.

    Quanto a património artístico, temos a igreja matriz, antiga e em bom estado de conservação, interiormente revestida de azulejos dos séculos XVI-XVII e algumas imagens, de pedra, de muita valia.