Pernes

  • Missas

    - Quarta-Feira, 10:00h | Igreja da Misericórdia
    - Quarta-Feira, 14:30h | S. C. da Misericórdia (na 1ª 4ª-Feira do mês)
    - Quinta-Feira, 17:30h | Moita (de 15 em 15 dias, no horário de Inverno)
    - Quinta-Feira, 18:00h | Moita (de 15 em 15 dias, no horário de Verão)
    - Sexta-Feira, 10:00h | Igreja da Misericórdia
    - Sexta-Feira, 17:30h | Póvoa das Mós (de 15 em 15 dias, no horário de Inverno)
    - Sexta-Feira, 18:00h | Póvoa das Mós (de 15 em 15 dias, no horário de Verão)
    - Sexta-Feira, 17:30h | Chã de Baixo/Outeiro de Fora (de 15 em 15 dias, no horário de Inverno)
    - Sexta-Feira, 18:00h | Chã de Baixo/Outeiro de Fora (de 15 em 15 dias, no horário de Inverno)
    - Domingo, 12:00h | Igreja Matriz

  • Sobre

    Situada entre o rio Alviela e os ribeiros de Pernes, a localidade tem como principais fontes de riqueza, a indústria de torneados, a agricultura, a exploração de águas e a venda de ovos.

     

    Foi a 14 de Março de 1147 que D. Afonso Henriques acampou com as suas tropas no Monte Sacro de Pernes, afim de reconquistar Santarém. E foi o nosso primeiro rei que prometeu construir uma capela em honra de Nossa Senhora, no lugar onde hoje se encontra a igreja matriz dedicada a Nossa Senhora da Purificação.

     

    De uma só nave, ladeiam o altar-mor os altares de Nossa Senhora da Purificação e de Nossa Senhora da Conceição. O templo tem ainda duas capelas laterais. Com diversos estilos de construção, desde o manuelino à renascença, apresenta nas paredes laterais um lambrim de azulejos seiscentistas. Ao terramoto de 1755, que bastante o danificou, seguiu-se o abandono até ser restaurado em 1893. Pernes que, em 1514, teve de D. Manuel I foral de vila, deixou de ser concelho por decreto de 1855 e foi integrada no concelho de Santarém.

     

    Do património existente, e muito se perdeu de passado, é ainda de referir a escultura de pedra de S. Sebastião, de fins do século XVI, na paroquial; a igreja da Misericórdia do século XVII, com as paredes da capela-mor revestidas de azulejos seiscentistas, fundada sobre a antiga ermida do Espírito Santo onde funcionava a irmandade do Espírito Santo, que acabou por ser transformada em irmandade da Santa Casa da Misericórdia, o que Filipe I de Portugal confirmou a 23 de Maio de 1594; a capela de Santo António, de 1585, com azulejos seiscentistas e precioso retábulo de cinco pinturas alusivas a milagres de Santo António; a capela de Nossa Senhora do Livramento construída na época das Descobertas e hoje propriedade particular; a capela de Nossa Senhora de Fátima, no lugar da Moita, benzida em 1996; a capela de S. Bento, no lugar da Póvoa das Mós, erigida pelo povo em 1608. Em Setembro de 2000 iniciou-se a construção da capela em honra de S. José, na Chã de Baixo/Outeiro de Fora.

     

    Desde 1587 que, no 4.º Domingo da Quaresma, se realiza em Pernes a procissão dos Passos do Senhor, organizada pela paróquia com o apoio da Santa Casa da Misericórdia de Pernes. Esta procissão constitui o acontecimento mais importante da freguesia.

     

    Onde hoje é a quinta de S. Silvestre, funcionou um colégio de Jesuítas, extinto pelo Marquês de Pombal. Nele estudou o ilustre P.e António dos Reis, conselheiro de D. João V e latinista considerado.