Fráguas

  • Missas

    - Domingo, 12:00h | Igreja Paroquial
    - Quinta-Feira, 19:00h | Igreja Paroquial
    - Sábado, 18:00h | S. Sebastião (no Inverno)
    - Sábado, 21:00h | S. Sebastião (no Verão)
    - Sábado, 18:00h | Carvalhais (de 15 em 15 dias)

  • Confissões

    - Quinta-Feira, 17:00h - 18:45h | Igreja Paroquial

  • Sobre

    A paróquia de Fráguas, que tem Santo António como orago, foi criada a 2 de Setembro de 1555, dia de S. Miguel, por bula assinada em Roma pelo Papa Paulo IV. Mas a povoação já existia no século XIII e o seu topónimo ficou a dever-se ao facto de os seus terrenos serem ricos em ferro e ter muitos ferreiros. Pertencia ao concelho de Alcanede, mas com a extinção deste em 1855, foi integrada no concelho de Rio Maior.

     

    Tinha um único lugar de culto que se encontrava fora da povoação, no agora chamado Campo de S. Miguel, onde se situava a igreja matriz, que há séculos entrou em degradação e da qual hoje nada existe. A actual igreja paroquial, construída no centro da localidade, foi também dedicada a Santo António.

     

    Do património artístico, destaque para a igreja do século XVI, interiormente revestida de azulejos seiscentistas, com dois belos painéis, um de Nossa Senhora da Conceição e outro de Santo António, o sacrário e castiçais de talha dourada, uma bela imagem de Santo António e as imagens de S. Gregório e de S. Sebastião.

     

    A freguesia de S. Sebastião pertence à paróquia de Fráguas, desde a sua desanexação de Alcanede. Esta zona, cuja terra mais populosa era conhecida como Cabos (por ser a ponta mais distante do Concelho de Alcanede), mudou o nome para S. Sebastião e foi constituída como freguesia já no século XX. O nome deve-se a um eremitério medieval que havia na terra e era dedicado a S. Sebastião. Hoje nada resta desse eremitério, pois por cima dele foi construída uma capela mais moderna.