Abitureiras

  • Missas

    - Quinta-Feira, 16:00h | Igreja Paroquial
    - Domingo, 10:45h | Igreja Paroquial

  • Sobre

    Com uma área de 22,73 km2, Abitureiras é o núcleo de uma freguesia, a que vêm juntar-se Albergaria, Casais da Aroeira, Joaninho, Lamarosa, Póvoa do Conde, Póvoa de Três e Vidigão como principais localidades. Terra muito fértil, foi vigararia e também reguengo da Coroa, com juiz ordinário e escrivão.

    A povoação será muito antiga, que assim o atesta o templo, pelo menos quatrocentista, ainda que totalmente transformado no século XVIII e hoje mesmo a necessitar de obras de restauro.

     

    A paróquia tem Nossa Senhora da Conceição por padroeira e celebração habitual na igreja que lhe é dedicada.

     

    A igreja paroquial de Nossa Senhora da Conceição constitui património digno de registo. A torre sineira apresenta no paramento exterior duas estrelas funerárias, ambas com a Cruz numa das faces, e na outra face, a primeira uma dobadoura e a segunda uma roca e um fuso.

     

    Realça o exterior da igreja uma galilé de três arcos de frente e dois de lado, sob a qual se abriga um portal manuelino. A janela de coro, no corpo superior, tem guarnições de alvenaria setecentistas.

     

    O templo é de uma só nave coberta de tecto de tumba, e capela-mor abobadada. Dos cinco altares, o maior, dois colaterais e dois laterais, merece menção o lateral da Epístola que é de boa talha do princípio do século XVIII.

     

    O púlpito de pilares jónicos canelados está datado de 1655 e a pia baptismal, quinhentista, tem um nó volumoso a meio do fuste e taça muito pequena que lhe imprimem feição desequilibrada.

     

    Sobre o arco triunfal, uma escultura de pedra quatrocentista ou quinhentista, figurando a Virgem e o Menino, a que o povo chama Nossa Senhora dos Chãos. Outra peça de mérito é um belo Cristo de marfim do século XVIII.

     

    As paredes do templo apresentam um silhar de azulejos, do tipo padrão, do século XVII, azuis e amarelos, de vários desenhos, e o altar lateral do lado do Evangelho outro silhar com azulejos de diamante e mudéjares.

     

    O retábulo do altar colateral da Epístola é constituído por pintura quinhentista sobre tábua, representando o Pentecostes. Do lado do Evangelho, está a Anunciação em dois painéis, num a Virgem e noutro o Anjo, e na predela, Santa Catarina e Santa Luzia.